Nós, os responsáveis

quarta-feira, 20 de abril de 2011

"A iniquidade, que é a banalização do crime, não é o estranho privilégio de um partido político, de uma Nação ou de uma raça em especial.  Esta catastrófica confusão é o resultado da miséria que há em cada um de nós, a permissividade com que tratamos os pequenos crimes que testemunhamos sem nos envolver para contrariá-los, já que estávamos sempre ocupados com coisas "mais importantes".

Sem compreender o problema individual, nunca compreenderemos o processo mundial e, por isso, tampouco teremos capacidade de conduzir as coisas ao destino mais feliz possível. Sendo nós mesmos os que provocamos a miséria do mundo e sua iniquidade, é inútil buscar um sistema político que resolva as coisas por nós. Sendo nós mesmos os responsáveis pelo caos, nós teremos de transformar a nós mesmos em entidades melhores."
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
"La inequidad, que es la banalización del delito, no es un extraño privilegio de un partido político, de una Nación o de una raza en especial. Esta catastrófica confusión es el resultado de la miseria que hay en cada uno de nosotros, de la permisividad con que tratamos los pequeños delitos que testimoniamos sin involucrarnos para enfrentarlos, ya que estamos siempre ocupados en cosas "más importantes".

Sin comprender el problema individual, nunca comprenderemos el proceso mundial y, por eso, tampoco tendremos la capacidad de conducir las cosas al destino más feliz posible. Siendo nosotros mismos quienes provocamos la miseria  del mundo y su inequidad, es inútil buscar un sistema político que resuelva las cosas por nosotros. Siendo nosotros mismos los responsables del caos, deberemos transformarnos a nosotros mismos en entidades mejores."
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

MAIS INFORMAÇÃO

                

0 COMENTÁRIOS :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...