El amor y el tiempo

sábado, 18 de junho de 2011

"O tempo não pode faltar nem sobrar porque não é uma coisa. O tempo é uma experiência mental e se a sensação dominante a respeito desse é de faltar, isso não resulta de complexas equações quânticas ou de uma tal de “Ressonância de Schumann”.

O tempo parece faltar porque nossa humanidade está com a mente superlotada de interesses práticos que nunca conseguirá satisfazer porque existe num planeta cujos recursos não são infinitos.  Contrapondo-se a isso e na tentativa de fornecer o antídoto veio a onda de afirmar que tudo se soluciona com amor, mas a mente materialista, teimosa, enxerga nisso uma pieguice apenas. Pois não é! Só o amor pela vida, que foi substituído pela vontade de poder, é capaz de devolver ao humano o tempo que lhe escapa das mãos. Valorizar o que não tem importância material é amor puro".
------------------------------------------------------------------------------------
El tiempo no puede ni faltar ni sobrar porque no es una cosa. El tiempo es una experiencia mental. Y si la sensación dominante al respecto es de falta, eso no es el resultado de complejas ecuaciones quánticas o de la llamada "Resonancia Schumann". El tiempo parece faltar poque nuestra humanidad está con la mente sobrecargada de intereses de tipo práctico que nunca conseguirá satisfacer simpelmente porque se encuentra en un planeta cuyos recursos no son infinitos. 

Contraponiéndose a eso y en la tentativa de proveer el antídoto, apareció la onda de afirmar que todo se soluciona con amor. Pero la mente materialista y obcecada, sólo ve en eso un sentimentalismo barato. Pues no lo es!!!... Sólo el amor por la vida -que fue sustituído por la voluntad de poder- es capaz de devolver al ser humano el tiempo que se le escapa de las manos. Valorizar todo aquello que no tiene importancia material es amor puro.
-----------------------------------------------------------------------------------

MAIS INFORMAÇÃO

  

0 COMENTÁRIOS :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...